domingo, 11 de setembro de 2016

Microsoft pode encerrar vendas de Lumia este ano e trazer celulares Surface

Querida por muitos, a linha Lumia pode estar, finalmente, a caminho da aposentadoria. Apesar dos esforços da Microsoft ao longo dos últimos meses, em que a empresa cortou o preço dos aparelhos, preparou bundles e realizou diversas ações promocionais, as vendas não responderam da forma que a companhia imaginava. Com isso, a informação, ainda não oficial, é que a produção do Lumia seja encerrada ainda este ano.

A fonte desse relato seria um “insider” da Microsoft, de acordo com o site Winbeta.org. A empresa de Bill Gates estaria se preparando para “encerrar as vendas” até dezembro próximo. Alguns sinais de que isso poderia acontecer já estavam evidentes: a linha Lumia foi removida dos menus de navegação da loja online da Microsoft nos Estados Unidos, por exemplo. Além disso, a desatenção da empresa com relação aos aparelhos em eventos serviu como outro indicador de uma eventual desistência.
Rumor dá espaço para surgimento de celulares Surface

Já se especula, há algum tempo no mercado, o nascimento de smartphones Surface, a popular linha de eletrônicos que conquistou os consumidores e a indústria, principalmente no que tange a laptops. No Twitter, o assunto flutua bastante. Leitores afirmam que os celulares virão, e a Microsoft responde que ainda não há confirmação.

Satisfeita com o sucesso da marca, a empresa tem tudo para adotar o selo em celulares e, assim, dar nova vida ao Windows no mobile. O lançamento, no entanto, só deve acontecer no final de 2017 – mas convém ressaltar que tudo carece de informações oficiais e não passa de especulação de mercado.

Fonte: http://www.tecmundo.com.br/nokia-lumia/109369-microsoft-encerrar-vendas-lumia-ano-trazer-celulares-surface.htm

segunda-feira, 22 de agosto de 2016

Google começa a liberar nova versão do Android: 7.0 Nougat

O Android 7.0 Nougat, versão final da plataforma do Google, começou a ser liberado para celulares da linha Nexus nesta segunda-feira (22). Desta vez, o sistema deve deixar o smartphone mais personalizável, com mais de 1.500 emojis, controles de configurações rápidos e modo de economia de bateria mais inteligente.

Entre os telefones que vão receber a atualização, estão Nexus 6, Nexus 5X, Nexus 6P, Nexus 9, Nexus Player, Pixel C e Android One. Os celulares não estão disponíveis no Brasil, mas o Google confirmou ao TechTudo que os usuários brasileiros que compraram esses modelos no exterior receberão a atualização nas próximas semanas. Já o Nexus 4,  último Nexus a chegar oficialmente, não foi atualizado para o Android 6.0 Marshmallowe também não receberá o update. Além disso, aparelhos inscritos no programa beta do sistema poderão baixar o Android N.

A partir do dia 22, a atualização chegará em etapas, via OTA (Over The Air) para os celulares Nexus com possíveis diferenças de tempo, por causa da variedade de operadoras telefônicas. No entanto, o update deverá chegar simultaneamente para todos os usuários do programa Android Beta.

Segundo a companhia, o Android N promete mais produtividade, com modo multijanelas - dois aplicativos em execução na tela ao mesmo tempo -, respostas diretas em notificações e troca mais rápida entre apps. Muitas dessas novidades já estavam presentes nos modelos com Android 6.0 Marshmalow, mas parecem ter sido aperfeiçoadas.

Para garantir maior segurança aos celulares, o Android 7.0 Nougat aposta na criptografia de informações e na inicialização direta, ou seja, o smartphone vai ligar em menos tempo, com aplicativos executando em segurança antes mesmo de o telefone ter a tela desbloqueada pelo usuário.

Para acompanhar uma tendência na telefonia móvel, a plataforma do Google também investiu em realidade virtual, com suporte ao sistema Daydream e ao VulkanTM, API avançada de renderização 3D, que deve facilitar a execução de jogos com gráficos mais exigentes. 

O Android N foi anunciado em maio, durante o Google I/O, com previsão de lançamento para até o fim deste ano. O novo sistema chamou atenção do público pelos emojis mais humanos e pelos recursos de personalização, que poderão, por exemplo, deixar as pessoas gerenciarem o nível de importância de cada aplicativo, o que deverá ajudar na hora de receber notificações.

Fonte:
http://www.techtudo.com.br/noticias/noticia/2016/08/android-70-nougat-comeca-ser-liberado-pelo-google.html

terça-feira, 19 de julho de 2016

Netflix: é permitido compartilhar senha?

O Netflix, enfim, se posicionou sobre uso de senhas compartilhadas. Em nota ao site Business Insider, a empresa informou que seus usuários são livres para fazer o que quiserem com suas senhas na plataforma, inclusive compartilhá-las com outras pessoas à vontade.

A polêmica é o resultado de uma resolução da Suprema Corte dos Estados Unidos, emitida no início de julho, que determinou que dividir senhas seria um crime federal pois viola uma regra do CFAA que proíbe a atividade. Compartilhas senhas poderia ser considerado um tipo específico de hacking.

O compartilhamento de senhas é uma forma que usuários encontraram para que mais de uma pessoas possa ter acesso ao serviço de streaming. Em nota enviada ao BI, o Netflix confirmou que não vai agir contra os usuários que fizerem isso. “Desde que não vendam suas senhas, os membros estão livres para fazer o que eles quiserem com elas”, afirmou em comunicado.

O Netflix não tocou no assunto, porém vale lembrar que é preciso respeitar o limite de telas dos assinantes, que é definido de acordo com o plano contratado. Os termos de uso do site estabelecem, entretanto, em sua seção 7-a (help.netflix.com/legal/termsofuse que “o controle do titular da conta é exercido por meio da senha do titular, portanto, para manter controle exclusivo sobre a conta, o titular não deverá revelar sua senha a ninguém” — contas com dependentes permitem criar logins e senhas específicas para todos os membros da família, por exemplo.

Mais informações:
Fonte:
http://www.techtudo.com.br/noticias/noticia/2016/07/apos-polemica-netflix-diz-que-usuarios-podem-dividir-senhas.html

segunda-feira, 4 de julho de 2016

Barrar acesso à Internet viola os direitos humanos, afirma ONU

O Conselho de Direitos Humanos das Nações Unidas (ONU) anunciou na última sexta-feira, 01/07, uma nova resolução que considera violação dos direitos humanos toda e qualquer tentativa de barrar o acesso à Internet.

Segundo a Resolução L.20, os países precisam proteger no mundo online os mesmos direitos que os cidadãos possuem no mundo offline, “particularmente a liberdade de expressão, que é aplicável independentemente das fronteiras e da mídia utilizada”.

“O Conselho condena quaisquer violações aos direitos humanos e abusos como tortura, mortes extrajudiciais, desaparecimentos forçados e prisão arbitrária, expulsão, intimidação e assédio, assim como violência baseada em gênero, cometidas contra pessoas por exercerem seus direitos fundamentais e liberdades na Internet”, de acordo com a resolução.

Por fim, a ONU também pede que os países criem políticas públicas nacionais relacionadas à Internet com o objetivo de permitir o acesso universal e a defesa dos direitos humanos.

Fonte:
http://idgnow.com.br/internet/2016/07/04/barrar-acesso-a-internet-viola-os-direitos-humanos-afirma-onu/

quarta-feira, 15 de junho de 2016

Temer promete levar ao Congresso projeto que regulamenta profissão de TI


O Sindicato dos Trabalhadores em Processamento de Dados e Tecnologia da Informação do Estado de São Paulo (Sindpd) ficará responsável por produzir a minuta de um projeto de lei para regulamentação da profissão de TI, que será remetido pelo governo federal ao Congresso.

O envio do projeto foi acertado durante encontro entre o presidente do Sindpd, Antonio Neto, e o presidente em exercício Michel Temer, no Palácio do Jaburu, em Brasília, na última sexta-feira (10/06).

A regulamentação da profissão de TI, hoje ainda não reconhecida por lei, é um dos principais pleitos dos trabalhadores do setor. "Vamos preparar o projeto e enviar para a Casa Civil. Com o apoio do presidente, será enviado ao Congresso Nacional e vamos ver se ele [Temer] pode nos ajudar dando um regime de urgência nisso", salientou o líder sindical.

Além da regulamentação, uma série de reivindicações do Sindpd em defesa dos trabalhadores de TI foi entregue a Temer em um documento, incluindo a manutenção de direitos trabalhistas, o combate às contratações ilegais no setor, a proteção às empresas públicas que atuam no segmento e também melhorias em questões tributárias e na política de desenvolvimento da área.

No texto da carta, o presidente do Sindpd ressalta que o setor de TI é estratégico para o avanço econômico e social do País. "Nosso segmento é promotor da inovação, de soluções eficazes para o aprimoramento da competitividade de todos os ramos da cadeia produtiva", afirma Neto.

O dirigente destaca também a importante contribuição que é dada por uma força de trabalho formada por mais de 400 mil profissionais com elevada qualificação. Ele lembra que o segmento ainda não atingiu o seu grau de maturidade e que, por isso, necessita de "mais regulação profissional, equilíbrio fiscal e incentivo por parte da esfera estatal".

Por fim, o presidente do Sindpd também sugere a criação de um Fórum Permanente para abordar o desenvolvimento do setor, com a participação de representantes de trabalhadores, empresários, comunidade científica e governo.

Além da defesa aos trabalhadores de TI, Neto também esteve em Brasília como presidente da CSB (Central dos Sindicatos Brasileiros) para debater com Temer pontos relacionados à reforma da Previdência. Foram convidados para o encontro dirigentes de outras centrais sindicais, como Força Sindical, UGT (União Geral dos Trabalhadores) e NCST (Nova Central Sindical de Trabalhadores).

Fonte: http://computerworld.com.br/temer-promete-levar-ao-congresso-projeto-que-regulamenta-profissao-de-ti

quarta-feira, 8 de junho de 2016

Empresários de TI pedem a Temer reforma da CLT e volta de incentivos

Alinhadas com o governo do presidente interino, as empresas de tecnologia da informação aproveitaram o encontro de industriais com Michel Temer, nesta quarta-feira, 8/6, para apresentar algumas reivindicações específicas de incentivos ao setor de tecnologia da informação. 
“Com medidas assertivas, pontuais e adequadas o setor de Tecnologia da Informação e Comunicação acredita que os resultados do Progresso aparecerão em um curto espaço de tempo”, diz carta entregue ao mandatário, na qual alinham 14 dessas medidas. Elas fazem parte do Manifesto “A Ordem e Progresso do nosso Brasil”.
Entre essas medidas figuram eleger a TI como prioridade nacional, revisar a CLT sem distinção de atividade fim ou meio, retomar incentivos fiscais a equipamentos como computadores e smartphones e fomentar a expansão da infraestrutura de acesso a internet. 
“Somos conscientes das dificuldades do atual momento da gestão pública e da necessidade de adotar medidas de ajustes fiscais e de gestão. Todavia há uma agenda de futuro, a tecnológica, que é a base da sociedade sonhada por nós e que deve ser priorizada sob pena de indesejável retrocesso”, alertam as entidades.


A reunião desta quarta-feira foi liderada pela Fiesp e, além da visita ao Palácio do Planalto, um grupo de empresários participou de um almoço com Temer e ministros no Palácio do Jaburu. O objetivo do grupo foi levar apoio ao governo interino, mas também exigir certas medidas econômicas. 
“Precisamos separar a crise política da crise econômica. A mudança não está consolidada, mas tudo indica que acontecerá e Temer assumirá definitivamente. Nos mobilizamos pela mudança política. Temos que nos mobilizar de novo pela mudança econômica”, alinhou o presidente da Fiesp, Paulo Skaf. 
A agenda levada pelos empresários a Michel Temer centra-se em alguns pontos principais: não aumento de impostos; redução de juros; crédito, inclusive para as exportações; e mudanças na regulamentação das concessões para destravar investimentos. 
Aos industriais, Temer informou que o governo vai apresentar na semana que vem ao Congresso Nacional uma Proposta de Emenda Constitucional que limita os gastos públicos. “Estamos precisando do apoio dos setores que aqui estão”, afirmou o presidente interino.
Estiveram com Temer pela Abes o presidente da entidade e o presidente do conselho, Francisco Camargo e Jorge Sukarie, respectivamente; pela Brasscom o presidente executivo, Sergio Paulo Gallindo; e pela Assespro o presidente Jeovani Salomão. Também no encontro o secretario geral da Wistsa (aliança global de TI e serviços) James Poisant. 

sábado, 4 de junho de 2016

Zenbo, robô-assistente da ASUS que automatiza tudo na sua casa, não é caro

A ASUS apresentou um catálogo inteiro de produtos na conferência principal da Computex nesta segunda-feira (30), e, junto com a nova linha de smartphones liderada pelo ZenFone 3, tivemos uma surpresa. Trata-se do Zenbo, um simpático robô cheio de utilidades que pode revolucionar a sua casa.
Apresentado pelo próprio presidente da empresa Jonney Shih, o Zenbo é tido como um companheiro "inteligente, querido e sempre à disposição". Ele é capaz de tirar fotos, anotar e avisar você de recados, pesquisar e ditar receitas, servir como loja online, fazer e receber ligações e muito mais — tudo isso enquanto está conectado a absolutamente todos os dispositivos inteligentes de uma residência (de televisores e celulares a sensores da Internet das Coisas). Pense nele como uma versão mais "viva" do Google Home ou do Amazon Echo.

Mil e uma utilidades

O design do robô é uma mistura de BB-8 (de Star Wars) com Wall-E (da Pixar), sem contar o rosto com estilo de anime. A base dele é firme o suficiente para que o Zenbo role por qualquer superfície lisa, enquanto o "rosto" é uma tela sensível ao toque. A altura não parece ajustável, mas ele fica mais ou menos no nível do joelho de um adulto.
Zenbo é amigável e intuitivo com quem não é familiarizado ou veterano em tecnologias recentes
Sim, o vídeo que detalha seu funcionamento é um pouco longo demais e a direção parece um pouco amadora e clichê, mas a ideia é bem transmitida: o Zenbo está presente em toda a sua rotina e é capaz de fazer muita, muita coisa.

Idosos e crianças são especialmente beneficiados com esse companheiro. Por funcionar com comandos de voz, o Zenbo é "amigável" e intuitivo com quem não é familiarizado ou veterano em tecnologias mais recentes. Além disso, ele é capaz de executar várias tarefas específicas, como ler histórias infantis ou ficar de olho para eventuais acidentes envolvendo pessoas mais velhas. Neste caso, como o clipe mostra, o robô faz o que está ao seu alcance: tira uma foto do ocorrido e notifica a família o mais rápido possível.O Zenbo não tem uma previsão exata de lançamento, mas a expectativa é de que ele esteja disponível ainda neste ano. A ASUS Brasil tem interesse em trazer o produto para cá, mas ainda não há nada confirmado a respeito. Ele custará US$ 599 (cerca de R$ 2.160) e já acompanha a voz robótica que você aprenderá a amar ou odiar. Claro, é um valor elevado se você o considerar isoladamente, mas, pelas tarefas que executa e por ser um robô, seu preço está bem acessível no mercado internacional.